Tradução automática do site
 
 
domingo, 21 de setembro de 2014
Cuidados Com Seu Cão
 

Quando o filhote é levado pra casa, ele vai estar sendo apresentado ao seu novo lar. É ali que ele vai viver, provavelmente, toda a sua vida. Em sua nova casa, o filhote precisa ter o seu espaço bem definido, um local onde ele possa descansar, como uma cesta, caminha, toalha ou cobertor. Ele precisa saber que é aquele o seu território. Os primeiros dias do filhote em seu novo lar devem ser tranqüilos e você deve ser paciente e compreensivo. À noite, coloque uma bolsa de água morna e um cobertor na cama do filhote; isto fará com que ele se sinta protegido e não reclame da falta da mãe e do resto da ninhada. Um relógio mecânico ajuda a mantê-lo calmo, pois simula os batimentos cardíacos da mãe. Uma música pode aliviar a tensão da solidão. Se ele choramingar, não o repreenda nem o leve para cama com você, pois em poucos dias ele terá se acostumado a dormir sozinho durante toda a noite.

Até o quinto mês de vida, os filhotes normalmente dormem várias horas por dia. Não se deve incomodá-los e ou pegá-los com freqüência. Evite chamar seu nome apenas para vê-lo atender. Quando for chamá-lo, chame-o com carinho; a chamada do nome deve corresponder a uma ordem simpática e agradável. Falar alto e gritar são atitudes inúteis, pois a audição é muito aguçada; para chamar a atenção diga apenas o nome dele em um tom de voz diferente do usado normalmente. Quando for chamar a atenção faça sempre no momento que ele cometeu o delito, pois passados alguns minutos, ele não saberá porque está sendo repreendido.

VEJA ALGUMAS DICAS ÚTEIS PARA AJUDAR O SEU COMPANHEIRO:

ALIMENTAÇÃO
A alimentação do seu filhote não deverá ser alterada bruscamente nos primeiros dias. Mantenha a mesma oferecida pelo criador, uma vez que distúrbios intestinais são freqüentes e passageiros devido ao estresse. Para que o filhote apresente um bom crescimento é necessário que receba uma alimentação balanceada, de acordo com a necessidade da raça. Animais com idade variando entre 2 e 6 meses devem receber no mínimo 3 refeições diárias, sempre observando horários regulares, mesmo comedouro e local. A água deve ser deixada a disposição o dia todo, devendo ser trocada diariamente. A quantidade de alimento a ser oferecida vai variar de acordo com a raça, idade e qualidade do alimento a ser oferecido. Quando você oferece o alimento ao seu animal, estabelece-se uma relação de carinho e amor muito grande. Sempre que for dar o alimento, converse com ele e dê carinho. Para animais que convivem dentro de casa, é recomendado que ele receba o alimento antes da refeição das pessoas da casa, para que ele não fique implorando por comida, pois os alimentos humanos não são recomendados para os animais.

A EDUCAÇÃO DO FILHOTE
O processo de educação do filhote começa quando ele chega ao novo lar. Os filhotes naturalmente são limpos, nunca sujam o local onde dormem ou onde se alimentam, a não se quando estejam doentes ou não tenham possibilidade de sair do local. Aos dois meses o controle de fezes e urina estão plenamente desenvolvidos. Sua adaptação ao meio ambiente humano e as regras da casa não são complicadas; um pouco de paciência no início e sobretudo saídas freqüentes e regulares pela manhã, tarde ou após as refeições, são a chave para o sucesso.

Os filhotes não têm a mínima noção da diferença entre um tapete e um pano de chão. Portanto, você precisa orientá-lo sobre o local adequado para fazer as necessidades. Existem inúmeros produtos que auxiliam o filhote a orientar-se sobre o local adequado para as suas necessidades. Procure o seu veterinário para saber sobre o produto mais adequado para o seu filhote.

Os filhotes apresentam uma infância muito rápida se comparada aos seres humanos. É bastante comum que eles "aprontem" muito nesta fase da vida. Nesta fase é necessário deixar brinquedos à disposição para que eles possam se divertir.

A HIGIÊNE DOS UTENSÍLIOS
A limpeza e a higiene são muito importantes para o seu filhote. Muitos parasitas vivem no cão e depositam seus ovos em sua caminha e cobertor. É preciso lavá-los separadamente, mantendo-os sempre limpos e secos.

Limpe sempre o comedouro após as refeições. E não lave os utensílios de seu animalzinho junto com as louças de sua família.

ANIMAL OBEDIENTE E TREINADO
Os cães são animais de matilha e toda matilha possui um único líder. Mostre ao seu cãozinho, desde os primeiros meses de vida, que é você quem manda e que ele deve obedecer às suas ordens. Para ter um companheiro comportado, treinado e feliz, basta que você dedique de 10 a 15 minutos de seu dia, tenha sua boa dose de paciência e sigas as dicas:

Adquira coleira e guia adequadas para o seu animal. A coleira pode ser colocada a partir das doze semanas de idade, para o filhotinho ir se habituando.

Quando for levá-lo para passear na rua mantenha-o sempre na guia.

Você pode iniciar o treinamento a partir das 12 semanas de vida em sessões curtas e diárias, pois a atenção e a memória de seu cãozinho são limitadas.

É importante ter em mente que os cães aprendem associando causa e efeito. Quando o cãozinho obedecer ao seu comando, você deve afagá-lo e agradá-lo imediatamente. Se ele desobedecer, repreenda-o sempre no ato, sem violência.

Seu comando dever ser uma ordem. Para tanto fale com um tom de voz firme. Quando você ensinar os comando, seja simples e direto. Não utilize frases longas.

COMANDOS DE OBEDIÊNCIA
É necessário que o cãozinho esteja acostumado ao uso da coleira e da guia, uma que estas são fundamentais para este aprendizado.

BUSCA: Sente-se no chão e atire um brinquedo à curta distância e diga "busca", encorajando o filhote a ir buscá-lo. Se ele obedecer, utilize a guia para trazê-lo de volta e agrade-o. Pratique este jogo por cinco minutos, uma ou duas vezes ao dia.

SENTA: Este comando deve ser ensinado após seu cão ter aprendido o comando de busca. Quando o filhote retornar com o brinquedo, coloque sua mão esquerda sobre seu posterior, empurrando-o para baixo, com cuidado. Ao mesmo tempo puxe a guia para cima e para trás e diga em tom de comando "senta". Pratique dez minutos, uma ou duas vezes ao dia nos próximos quatro dias, agradando-o sempre que obedecer o comando.

AQUI: Depois que seu cachorro aprender o comando senta, diga o nome dele e o comando "Aqui" e, gentilmente, puxe-o pela guia. Agrade-o bastante. Vir em sua direção sempre deve ser um ato de prazer.

FICA: Quando o filhote atingir 14 semanas de vida, introduza este comando no seu treinamento diário. Sente-se ao seu lado, diga o comando "Fica" e caminhe lentamente ao seu redor. Encare-o, fique por alguns segundos nesta posição e depois retorne para seu lado. Espere um pouquinho e então agrade-o. Se ele se mover durante o exercício, repita. É aconselhável ensinar este comando em local bem calmo.

JUNTO: Com 14 semanas de idade seu filhote deve estar pronto para andar na guia ao seu lado controladamente. Este é o primeiro teste real de disciplina. O objetivo deste exercício é ensiná-lo a andar tranqüilamente ao seu lado, sem puxar ou esticar a guia. Para treiná-lo você necessitará de uma coleira tipo enforcador, sem nenhum tipo de grampo que possa ferí-lo, mantendo o cãozinho à sua esquerda. Enrole a guia na mão direita e mantenha o cãozinho à sua esquerda. Dê o comando "junto" e comece a andar para frente. Controle-o através de puxões pela guia.

HÁBITOS ERRADOS
Muitos cães têm a mania de correr atrás de carros ou motos. Mas você pode ensiná-lo a não fazer isto: Preso a uma guia, espere um carro passar e puxe energicamente no momento em que seu cão tentar seguir o veículo. Diga NÃO em tom firme. Um puxão forte pode causar algum desconforto, mas é bem melhor do que seu cão ser atropelado.

Outra mania é mastigar sapatos, móveis ou arranhar portas. Novamente repreenda com um NÃO enérgico e ofereça um brinquedo apropriado para cães. Ver o filhote mastigar um objeto pode ser natural e engraçado, mas quando ele se tornar adulto pode ser extremamente desagradável.

Latidos freqüentes geralmente estão associados à solidão e ao tédio. Treinamentos regulares e um pouco de carinho diário podem resolver este problema. Se, no entanto, o filhote latir excessivamente, segure-o pelas "bochechas" e dê o comando NÃO. Os latidos não são para proteger sua propriedade, pois os cães são considerados maduros após os 14 meses de vida.

Para evitar pulos indesejáveis, coloque a palma de sua mão aberta na frente do focinho do cão quando ele for dar o pulo e diga o comando NÃO.

Os cães também gostam de cavar buracos, seja por instinto ou por diversão. É normal o cãozinho querer enterrar ossos que você lhe deu. Disciplina e supervisão geralmente são suficientes para corrigir este problema. Se o filhote persistir em cavocar no seu jardim, e você o pegar em flagrante, segure-o pelas "bochechas" e dê o comando NÃO.

Embora seja natural para o cão enterrar osso, você não deve permitir, porque ele pode se tornar agressivo, protegendo o local onde o escondeu.

Os cães adoram remexer o lixo, mas esta simples brincadeira pode ser perigosa para a saúde de seu filhote. Ele pode comer porcarias, engasgar-se com eventuais ossos de galinha, cortar-se com vidros e até mesmo apresentar distúrbios digestivos. Para repreendê-lo, diga NÃO e tracione a guia no momento que ele mostrar interesse pelo lixo.

Um lembrete: o treinamento básico de obediência irá solucionar a maioria dos problemas do seu filhote. Só o uso da palavra NÃO será o suficiente para evitar que seu cão faça qualquer travessura.

VERMES
A maioria dos cães e gatos nascem com vermes. São transmitidos aos filhotes através da placenta da mãe, ou durante o aleitamento. Felizmente estas infestações são fáceis de prevenir e tratar. Por isso, esteja atento se seu filhote apresentar algum destes sinais: fraqueza, diarréia ou vômito; perda de peso sem alteração de apetite; abdômen distendido; filamentos de sangue, muco ou estruturas semelhantes a sementes de melão nas fezes; comportamento estranho, como o de esfregar o ânus no chão.

Previna estas doenças através de um programa periódico de desverminação prescrito pelo seu veterinário. Em geral é recomendado iniciar nas primeiras semanas de vida. Tome cuidado ao mexer nas fezes pois algumas verminoses podem ser transmitidas ao homem. Não esqueça de lavar sempre as mão após executar as tarefas de higiene.

PULGAS
As pulgas são os parasitas externos mais freqüentes, responsáveis por causar coceiras, desconforto, reações alérgicas e transmissão de vermes. Elas encontram-se, em sua maioria, no ambiente em que o filhote vive (caminha, tapetes, assoalhos de madeira e frestas). Por isso, para obter resultados efetivos no controle das pulgas deve-se tratar o animal e o ambiente simultaneamente.

Os carrapatos e piolhos também são parasitas externos que podem transmitir doenças. Examine seu cão e gato periodicamente e se for o caso peça ajuda a seu veterinário para exterminar com estes parasitas.

CURIOSIDADES
Os filhotes dormem aproximadamente 80% do tempo e ao nascer não enxergam. Os olhinhos irão abrir na segunda semana de vida. Os dentes de leite surgem a partir dos 25 dias. Os definitivos aparecem entre 3 e 5 meses. O desconforto causado pela erupção dos dentinhos pode ser aliviados com brinquedos desenvolvidos para este fim.

A pelagem é proteção natural contra o frio e a umidade. Os cães e gatos trocam de pelos 3 a 4 vezes por ano. Os filhotes são muito curiosos. Você deve evitar que lambam o seu rosto pois apesar de ser um gesto de carinho, você não sabe o que mais ele andou lambendo.

O primeiro cio das fêmeas pode ocorrer a partir dos cinco meses de idade e se manifestará duas vezes ao ano. A audição dos cães é muito superior a nossa. Portanto, não é necessário gritar com eles.

Nem sempre cães e gatos com focinho quente estão com febre. A maneira ideal de medir a temperatura de seu animal é a retal, utilizando termômetro adequado. A temperatura normal de um cão ou gato adulto oscila entre 38 e 39 graus centígrados.

 

Guia de Raças
Conheça todas as
raças caninas.

 

Registros
Confiamos
Filhotes
Visite-nos www.fenixweb.com.br
© 2007 Eu Quero um Filhote!,. Todos os direitos reservados.
Parceiro: Cachorro Filhote Agente Farejador